Moda será revolucionada por algoritmos

Novo assistente pessoal da Amazon dará nota sobre como você está se vestindo

 

Quem levantou a bola foi o escritor e jornalista Kyle Chayka, que mora em Nova York. A Amazon está prestes a lançar um novo assistente pessoal doméstico chamado Echo Look.

 

A diferença é que o aparelho opera não apenas por voz (como faz a cada vez mais popular Alexa) mas possui também uma câmera de alta definição capaz de “ver” o que está acontecendo dentro da sua casa.

 

A primeira função desse novo assistente digital tem a ver com uma área em que a visão é essencial: a moda. O novo assistente virtual é capaz de tirar fotos de vários ângulos do seu look do dia. A partir daí ele dá opiniões e uma nota sobre como você está se vestindo.

 

 

Print da página da Amazon

Pré-venda do Echo Look já está disponível na Amazon – Reprodução

 

Mais do que isso, sugere outras combinações de roupas para melhorar seu visual. Ou, ainda, compara a forma como você está se vestindo naquele momento com outros looks que estão na moda ou que você já usou no passado.

 

E, claro, apresenta novas peças de roupa que você pode comprar com um simples comando de voz para melhorar seu visual.

 

O produto está em fase de pré-lançamento e só tem acesso a ele hoje quem é convidado. Pelas informações que circulam na internet (e pelo relato de Chayka), já dá para saber um pouco do gosto desse novo “personal stylist” digital.

 

O presidente da Amazon Jeff Bezos, em um palanque com o logo da marca e fundo preto, mexe em um Kindle Fire

O presidente da Amazon Jeff Bezos; empresa vai lançar novo assistente doméstico – Gus Ruelas/REUTERS

 

Aparentemente, um look totalmente preto ganha notas maiores do que roupas cinzas. Mangas dobradas também são mais bem avaliadas do que camisas abotoadas no punho. Se a sua opção é pelo jeans, quanto mais escuro, maior a nota.

 

Uma dica masculina polêmica: camisas polo com colarinhos levantados ganham notas melhores do que colarinho usado de forma convencional.

 

Para cada combinação, o Echo Look atribui uma nota específica. No caso das roupas totalmente pretas, Chayka obteve 73, contrastando com a pontuação de apenas 27 que recebeu para as suas
roupas cinzas.

 

A chegada do Amazon Echo coloca em xeque toda a cadeia econômica de formação do gosto: revistas de moda, blogueiras, influenciadores, personalidades do Instagram, cool hunters, semanas de moda, estilistas, consultores de estilo e assim por diante.

 

Todos se tornam esforços meramente “artesanais” quando comparados com a quantidade avassaladora de dados que serão processados e analisados por meio de inteligência artificial para que o Echo Look determine o que fica melhor em você, de forma totalmente personalizada.

 

O impacto é ainda maior considerando que a plataforma será simultaneamente consultora de moda e vendedora de moda.

 

Gostou de uma peça que foi recomendada para melhorar seu look? Basta dizer uma palavra e ela estará na sua casa no dia seguinte.

 

Esse produto é sintomático. Mostra algo que o professor Ben Koo, da Universidade de Tsinghua, em Pequim, sempre afirma. No princípio, somos nós que controlamos os algoritmos. Logo depois, são eles que passam a nos controlar.

 

Ben gosta dizer que os algoritmos estão se tornando os novos demônios (“yaojing”), capazes de seduzir e influenciar nosso comportamento, como no folclore chinês.

 

Se a moda em si já tem um poder extraordinário de sedução, aguarde só quando ela se tornar, em breve, uma extensão dos algoritmos.

milcopias

This entry has 0 replies